Estratégias para Embalagens Seguras no E-commerce

Explore estratégias para combater violações de pacotes, reduzir custos de reenvio e melhorar a sustentabilidade nas operações de comércio eletrônico através de embalagens seguras.

Estratégias para Embalagens Seguras no E-commerce

Logística reversa pode ser um pesadelo para muitos vendedores no comércio digital. Além do custo das operações de reenvio, o impacto muitas vezes se estende à experiência de compra dos consumidores. De acordo com a E-bit/Nielsen, a taxa de devolução no e-commerce pode chegar a 30%, uma quantidade significativa de mercadorias!

Entre as razões para essa alta taxa estão as perdas logísticas, problemas que podem envolver danos aos produtos durante sua jornada até o consumidor. Na América Latina, enfrentamos um desafio diferente em comparação com a Europa e os Estados Unidos: violações de embalagens devido a furtos. No Brasil, aproximadamente 10% das mercadorias são perdidas, com causas incluindo violação e furto, de acordo com o Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo & Mercado do Consumidor (IBEVAR).

Tendo acompanhado esse mercado por mais de 15 anos, notei um aumento desses problemas e, consequentemente, uma demanda crescente por embalagens mais resistentes que possam fornecer evidências de violação para lidar com esse cenário.

Diante desse desafio, além de buscar materiais de embalagem mais robustos, torna-se necessário realizar estudos com fornecedores de embalagens - estudos que envolvam testes que possam desenvolver e oferecer as melhores soluções de proteção com base no perfil de cada produto e sua jornada até o cliente.

Ao analisar as embalagens, proponho três estratégias para combater violações e danos:

  1. Sistemas de Segurança com Evidências de Violação: Opções que registram tentativas de abertura estão disponíveis, fornecendo segurança durante a jornada logística. Esses sistemas podem mostrar vários níveis de evidência, como identificar quando um envelope foi aberto e posteriormente selado com fontes de calor. Alguns até se rompem ao serem abertos, impedindo o refechamento.
  2. Materiais Mais Resistentes: Sejam plásticos ou papéis, a robustez das embalagens é crucial para a segurança do produto. Para envelopes de proteção, o uso de envelopes com almofadas de bolhas e filme multicamadas oferece alta resistência a perfurações, rasgos e umidade, podendo substituir caixas de papelão sem comprometer a segurança do produto, reduzindo o peso volumétrico.
  3. Segurança no Design da Embalagem: A embalagem é um meio poderoso de comunicação do produto ou do varejista com o consumidor. No entanto, para itens de alto valor no contexto dos desafios de segurança social enfrentados na América Latina, a proteção do item deve ser priorizada. Assim, o design da embalagem pode ser simplificado para evitar destacar uma marca específica.

Essas estratégias podem ajudar a combater violações de embalagens, reduzindo os custos de reenvio. Investir em embalagens seguras é crucial para operações mais eficazes e sustentáveis, pois os processos de reenvio aumentam o impacto ambiental das operações.


Palavras-Chave

logística , comércio eletrónico , embalagem segura , logística reversa , proteção do produto

Avaliar este artigo

Partilhar este artigo

Comentar este artigo

Artigos relacionados

É um entusiasta do packaging?

Se deseja obter destaque na nossa publicação sem custos, compartilhe a sua história connosco, aguarde a revisão de nosso editor e tenha a sua mensagem divulgada globalmente.

Seleção da Comunidade

Não existem artigos para mostrar

Artigos em destaque

Quem Somos

embalagens

embalagem

comércio

artigo

eletrônico

sustentabilidade

segurança

custos

produto

sustentável

embalagens

embalagem

comércio

artigo

eletrônico

sustentabilidade

segurança

custos

produto

sustentável

embalagens

embalagem

comércio

artigo

eletrônico

sustentabilidade

segurança

custos

produto

sustentável